quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Mulher madura




Quando resolvi escrever sobre a mulher madura, pensei em todas as mulheres de trinta, quarenta, cinqüenta, não importa a idade, claro, não desmerecendo as mais novas, até porque, pretendo falar de toda vivacidade que elas possuem.
A mulher madura tem um jeito todo especial de ser.
Ela é madura não é ventania, ela é ar em movimento.
Ela possui uma beleza peculiar que não se iguala a nenhuma outra. Pena daqueles que não sabem percebê-las!
Ela não PEGA, ela TOCA.
Ela não COME, ela se ALIMENTA.
Ela não PROVOCA, ela já é PROVOCANTE.
Ela não é INTELIGENTE, ela é SÁBIA.
Ela não se INSINUA, ela mostra o CAMINHO sutilmente.
Ela não se PRECIPITA, ela espera o MOMENTO certo.
Ela não NADA, ela NAVEGA.
Ela não VOA, ela FLUTUA.
Ela não pensa em QUANTIDADE, ela prefere QUALIDADE.
Ela não VÊ, ela OBSERVA.
Ela não anda, ela CAMINHA.
Ela não DEITA, ela ADORMECE.
Ela não é PRETENSIOSA, ela simplesmente se GOSTA.
Ela não JULGA, ela ANALISA.
Ela não COMPARA, ela ASSIMILA.
Ela não CONSOLA, ela ACALENTA.
Ela não ACORDA, ela DESPERTA.
Ela não coloca ALGEMAS, ela os deixa LIVRE.
Ela não ENFEITIÇA, ela ENCANTA.
Ela não é DECIDIDA, ela apenas sabe o QUE QUER.
Ela não é EXIGENTE, ela é SELETIVA.
Ela não se SENTI VELHA, ela se considera EXPERIENTE.
Ela não se LAMENTA, ela tenta fazer DIFERENTE.
Ela não tem MEDO, ela tem RECEIOS.
Ela não faz JURAS, ela deixa por conta do TEMPO.
Ela não tira CONCLUSÕES, ela faz SUPOSIÇÕES.
Ela não desce do SALTO, ela tem JOGO DE CINTURA.
Ela não BRILHA, ela é ILUMINADA.
Ela não dá TCHAU, ela ACENA.
Ela não gosta de ser VIGIADA, ela prefere ser ESCOLTADA.
Ela não é MODERNA, ela é ELEGANTE.
Ela não quer ser COBIÇADA, ela prefere ser DESEJADA.
Ela não possui SOMBRAS, ela tem AURA.
Ela não ADIVINHA, ela tem PERCEPÇÃO.
Ela não faz SEXO, ela é mestre na ARTE DE AMAR.
Ela não FICA, ela se ENVOLVE.
Ela não é FÁCIL, ela é FLEXÍVEL.
Ela não MANDA, ela ADMINISTRA.
Ela não AFLORA, ela é um constante FLORESCER.
Enfim, a MULHER MADURA é um conjunto de todas essas belezas.