sábado, 24 de setembro de 2011

Resistência às Mudanças.


Resistência.

Existem várias formas de resistência:
Resistência Imunológica.
Resistência para alcançar objetivos,
Resistência a conceitos ultrapassados,
Resistência a mudanças... enfim, várias maneiras de enxergar esta palavra.
Mas,
Hoje, vamos falar de

Resistência às Mudanças.!!!

O desejo de todos é renovar, realizar os objetivos, alcançar suas metas. Mas, a tal da resistência persegue muitos.
Temos medo do novo, do que vem a ser o daqui a pouco, do amanhã. E dessa forma fechamos as portas para a ação do Universo, travando nosso crescimento em todas as áreas.

Unido ao medo de tentar algo novo, resistimos em comportamentos errôneos, com o pensamento nos outros: o que os outros vão pensar??? E novamente, empurramos para dentro de nosso ser o desejo de mudança, que muitas vezes estava prestes a acontecer.

Quando tentamos algo novo, quando intimamente queremos que tudo se renove em nossa vida, focamos nossa atenção no que NÃO QUEREMOS, e esta é a pior forma de resistência. Pois, tudo que você RESISTE, PERSISTE!
É preciso soltar os velhos conceitos, abrindo portas para surgir o novo. E a única coisa que não muda nunca é a própria MUDANÇA.
Estamos em constante movimento, é a Lei do Progresso Universal. Nada volta, o máximo que pode acontecer é ficar estagnado, e como se vê, a vida de muitos está!


E o Universo não vai esperar por estas pessoas, o sol não vai parar de brilhar, porque alguém não consegue uma mudança positiva na vida. Observe a natureza: ela está em constante movimento, tudo muda o tempo todo. Delicadamente ela vai se adaptando as novas mudanças e acompanhando o progresso natural. Assim devemos ser!!

Por quê?

Porque resistimos com nosso orgulho, com nosso egoísmo, pensando que estamos certos, que nosso pensamento é o correto.
O que pode ser certo pra você, pode ser errado para outro. Depende de quem vê, sempre. Tudo é relativo. E nesta teimosia incansável de mostrar ao outro que se está certo, esquecemos o rumo da própria vida. Não respeitando o que o outro sente, não se colocando no lugar do mesmo. Então, ficamos a mercê dos pensamentos negativos e damos asas à imaginação de forma contrária....

Resistimos num relacionamento, resistimos num emprego, numa amizade que possa ser prejudicial, no medo de ser apontado pelos outros: ‘nossa, como ele (a) está diferente!’, na verdade isso é pretensão, esperar que os outros lhe aprovem.
Fórmula para o fracasso??? TENTE AGRADAR A TODOS.

Resistimos para dizer: eu te amo, me perdoa, me perdôo, você me faz bem, sua companhia é agradável, me esquece, estou mudando, estou melhorando, vamos tentar de novo, vamos nos dar mais uma chance, resistência para acreditar no sincero sentimento do outro, enfim.... o orgulho e a vaidade consomem nosso cotidiano, corroendo cada vez mais nossa Essência. O medo de errar, o medo de tentar algo novo, a resistência perante simples atitudes, fecham nossos sentidos para o belo, para o bem viver, e tudo isso é fruto do orgulho, do medo interno que nos assombra com pensamentos equivocados sobre nós mesmos e sobre o maravilhoso dom da vida.

Resultado: frustração, decepção, dor, sofrimento. Não por causa do outro, mas sim, porque resistimos às mudanças positivas. Aos nossos sinceros sentimentos e desejos de mudanças.
E pelo fato de deixarmos o 'orgulho' dominar nosso ser, perdemos oportunidades, amores, amizades, e até mesmo - bens materiais.

Se você conhecesse o seu potencial para se sentir bem, não pediria a ninguém para ser diferente, para que você se sinta bem!!!!




‘Siga sua alegria e o Universo abrirá portas para você, onde antes só havia paredes’... (Joseph Campel).


Um abraço caloroso.
Gênice