sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Persistindo sempre


Podemos eventualmente ser jogados ao chão, mas o que vale é a persistência. O que realmente faz a distinção entre atletas é a habilidade de terem uma boa perfórmance em tempos de pressões e urgência. 
Não é o número de vezes em que você vai ao chão que realmente importa, e sim quão rapidamente você se levanta.
 
Todas as pessoas que tentam realizar algo significativo com a sua vida enfrentam tropeços e alguns retrocessos.
Isso é uma fatalidade. Assim sucede com você. No entanto, quanto mais rápido você deixar isso abandonado no passado, menos feridas irão permear a sua memória.
Quando algo lhe traz frustração, pelo fato de se haver transformado em alguma coisa que está além da sua capacidade de controle, tome a iniciativa de se certificar de que você não mais irá se colocar naquela posição.

Compreenda que é possível alcançar o controle da sua vida, desde o momento em que você decida se render ao controle da graça, bondade e misericórdia de Deus.
Isso se aplica à, aparentemente, mais descontrolada situação.
Se alguma coisa lhe está bloqueando o caminho, em vez de bater com a cabeça na parede dê uma volta ao redor, olhando para cima, para a frente, e para Deus.
 
Examine a situação de uma maneira corajosa e realista, e parta para uma ação construtiva.
Lembre-se de que o jogo é ganho pelo jogador que simplesmente não sabe o que é desistir.